Editorial

Uncategorised
Typography

Pelo fim de toda exploração animal

Entendemos que toda forma de exploração animal é injustificável moralmente assim o site Veganos pela Abolição da Escravidão Animal .org tem como compromisso promover discussões a respeito das visões e ações que conduzam à abolição da escravidão animal tendo como base a Abordagem Abolicionista do Professor Gary Francione.

Pelo fim de toda exploração animal

Entendemos que toda forma de exploração animal é injustificável moralmente assim o site Veganos pela Abolição da Escravidão Animal .org tem como compromisso promover discussões a respeito das visões e ações que conduzam à abolição da escravidão animal tendo como base a Abordagem Abolicionista do Professor Gary Francione.

O MUNDO É VEGANO! Se você quiser. A nossa posição é clara e inequivocada em não apoiar qualquer tentativa que desvie a atenção do foco principal que leve a completa liberdade de todos os animais não-humanos sem exceção e que não esclareça todos os motivos insubstanciais que perpetuam o uso e morte de qualquer animal, mesmo sendo em benefício de seres humanos.

Observamos que a promoção de reformas bem-estaristas produzirá reformas bem-estaristas, somente regulamentando o uso e morte de animais sem realmente desafiar o paradigma antropocentrista de animais como propriedade, como coisas, que não têm interesse em viver, que são para o uso e benefício do homem e outras suposições impensadas e tradicionais como essas. As chamadas “vitórias” alcançadas por certas organizações bem-estaristas prestam um disserviço à causa animal, pois quando buscam um tratamento mais “humanitário” para os animais, elas se unem à indústria e fazem com que tanto consumidores, como a própria indústria se sintam mais confortáveis em continuar a usar e matar animais. Não existe, de forma alguma, uso humanitário e muito menos abate humanitário de animais, sendo a combinação dessas duas palavras completamente antagônica. Todo o uso e abate de animais é desumano.

Outra discussão em foco é o cultivo de campanhas de um só tema promovidas por certas organizações como, por exemplo, campanhas contra o uso de peles, Segunda sem Carne, que são ineficazes na defesa de direitos animais, pois falham em esclarecer abertamente ao grande público que não existe nenhuma diferença moral entre explorar um animal ao invés de outro e mantém uma visão especista favorecendo um animal em detrimento de outros. Campanhas de um só tema também são confusas, pois deixam margem para que as pessoas se compadeçam por alguns animais, enquanto que omitem o fato de que milhões de animais são usados e mortos para nos alimentar, nos divertir, nos aquecer, curar nossas doenças e etc.

Na nossa visão a valorização do vegetarianismo é outra questão problemática no movimento de defesa de direitos animais, considerando que quando temos oportunidade de transmitir uma mensagem a alguém deveríamos ser o mais direto e claro possível e não passá-la em doses pequenas que retarda o processo de aquisição de direitos básicos dos animais. Se fizermos uma campanha pelo vegetarianismo, muitos entenderão que o problema é somente relacionado à carne e continuarão por muito tempo consumindo leite, ovos, mel e outros produtos de origem animal. Não há problema algum em dizer a verdade para as pessoas: que o veganismo abolicionista é uma atitude consistente que realmente ajudará os animais.

Sabendo que não há nenhuma justificativa moral para usar e matar animais, o caminho que queremos trilhar é em direção à abolição da exploração animal, sendo o primeiro passo a adoção do veganismo como filosofia de vida, passo que não depende de nenhum grupo, organização, governo, mas unicamente de nós mesmos.