A incoerência de proteger uns e devorar outros

Introdução ao Veganismo
Typography

É possível acreditar que a maioria das pessoas concorda que é errado causar sofrimento e morte desnecessários aos animais, porque demonstrações de respeito e consideração por certos animais podem ser frequentemente observadas na mídia.

É possível acreditar que a maioria das pessoas concorda que é errado causar sofrimento e morte desnecessários aos animais, porque demonstrações de respeito e consideração por certos animais podem ser frequentemente observadas na mídia.

Vemos que muitos se comprazem, por exemplo, quando uma baleia encalhada numa praia é resgatada e devolvida ao mar ou quando é anunciado que um animal em extinção passará a ser protegido por lei. Também não é raro encontrarmos pessoas que cuidam de cães e gatos como membros de suas famílias em situações cotidianas. Atitudes como essas se devem ao fato de já reconhecermos que esses animais são seres que sentem dor e prazer e podemos ver claramente o interesse que eles têm em evitar o sofrimento e em continuar vivos.

No entanto, se por um lado protegemos baleias, micos-leões-dourados, araras, pandas, focas e outros animais, por outro lado, deixamos outros animais sencientes expostos diariamente ao sofrimento e morte horríveis, pois nós criamos demanda para produtos de origem animal toda vez que fazemos nossas refeições.

Com essa análise, nós podemos chegar à conclusão que respeitar alguns animais e consumir produtos de outros é uma incoerência e, por questão de justiça, querer resolver essa questão. E a boa notícia é que podemos ser imparciais com todos os animais sencientes, hoje mesmo, através da adoção do veganismo, que tem em sua base a rejeição do pensamento repulsivo de que temos o direito de explorar os animais como meros bens de consumo.